domingo, 3 de maio de 2009

Outro texto outro momento


Rosas Negras

Te trago uma Rosa Negra
de beleza sem igual
para ocultar minha dor,
minha magoa
por não sentir nada
Te trago as pétalas
desfolhadas os espinhos
com sangue,que brotam
no meu corpo ardente
gélido coração
Te trago a Rosa Negra
Negra da escuridão...
Do sombrio,
Do melancólico,
Da tempestade,
Do vento,
Do infinito...
Cortar os arames farpados;
Deixar meu coração decidir
Acabar com a satira!
Passei tanto tempo sem nada
pra dizer, que agora
Parece que a tempestade
tambem é de palavras que
Rasgam e cortam meu peito,
Passei tanto tempo
em silencio, que
agora, não tem niguem pra ouvir...
Te trago uma Rosa Negra
Que chora no imaculado
Coração de Dor
Dor que nao sei o que sinto
Muito menos porque sinto
Não consigo entender...
Estou apenas digitando
palavras do que penso
nesse momento,palavras
vagas,sem nexo nem convexo!
Te trago um Rosa Negra
Pra dizer que sombrio,
Caos,farelos me tomam
me cercam.
Te trago uma Rosa Negra
Acho que me perdi
Por aí.